sábado, 16 de Fevereiro de 2008

SANTIDADE PARA JOVENS - Claire de Castelbajac

Termina hoje a fase diocesana do processo de beatificação da jovem Claire de Castelbajac, aqui apresentada anteriormente (ver etiqueta 1 jovem 1 vida).
É celebrado através da secção de encerramento do inquérito diocesano na Abadia Cisterciense de Boulaur (www.boulaur.org), em França, onde ela o seu corpo está sepultado. O dossiê que compila os testemunhos recolhidos e diverso material será agora enviado para Roma onde será apreciado.
Importante é recordar o exemplo de vida cristã que esta jovem francesa nos deixou. Muito próxima de nós, não apenas no tempo (faleceu com 21 anos em 1975), mas sobretudo nas esperanças e dificuldades partilhadas por todos os jovens de hoje, Claire ensina-nos que nada nos deve afastar da presença de Deus. Mais, provou-nos que, mesmo sujeitos às influências e circunstâncias do nosso tempo, com os seus desafios e tentações, a santidade não só é possível como também pode e, talvez, deva ser um projecto de vida desejada e concretizada por qualquer cristão.
Esta singela oração, escrita ainda adolescente, revela a sua preocupação em corresponder à vontade de Deus: “Jesus, diz ao Nosso Pai que O adoro e que propagarei a sua Glória o mais que possa; diz à Nossa Mãe o quanto me esforço por imitar a sua pureza e a sua bondade; diz também ao Espírito Santo que tem que me ajudar a querer-Te cada dia mais. Obrigado e até amanhã.”
Cresceu, mas o seu desejo de viver a alegria de Deus não desapareceu. Três anos antes de falecer, escreveu: “A santidade é o Amor de viver as coisas pequenas por Deus e para Deus, com a sua graça e a sua força. Eu sempre pensei que era a aceitação e não o Amor. E isto muda tudo, é luminoso. Daí deve vir a alegria de Deus, porque, no fim de tudo, a aceitação é um sentimento bastante neutro, ainda que seja maior do que a resignação.
No fundo, o Amor é o único sentimento digno de Deus. Converter todas as coisas em Amor supõe já uma grande dose de santidade…”


Se Claire conseguiu experimentar a felicidade em Deus, porque não tu!?
Talvez seja um bom pedido a apresentar na tua oração, pela intercessão desta jovem cuja santidade, assim Deus queira, será reconhecida pela Igreja.

Sem comentários: