sábado, 14 de fevereiro de 2009

SS. CIRILO & METÓDIO, apóstolos dos eslavos


Metódio nasceu em 815 e Cirilo 12 anos mais tarde. Os dois irmãos cresceram entre os povos eslavos, cuja língua falavam fluentemente. Metódio foi governador da Grécia antes de entrar para um mosteiro. Cirilo foi padre e académico.
Em 862, o Imperador bizantino Miguel III enviou Metódio e Cirilo numa embaixada à Morávia. Embora os irmãos falassem eslavo, viram-se confrontados com o problema da língua não dispor de alfabeto escrito. Assim, Metódio e Cirilo criaram o alfabeto glagolítico, base do alfabeto cirílico ainda hoje usado. Graças ao novo alfabeto e às qualidades de comunicadores de ambos, a missão foi um sucesso. No entanto, os missionários alemães na região não viram com bons olhos a influência dos irmãos. Além disso, não foi bem aceite o facto de usarem a língua comum do povo.

Apóstolos dos eslavos
Em 867, Cirilo e Metódio apelaram ao papa Adriano II que os apoiou. Cirilo morreu em 869 e, no ano seguinte, o papa nomeou Metódio bispo de Símio, na actual Sérvia.
Porém, depressa rebento um novo conflito com os bispos alemães que conseguiram a prisão de Metódio. Quando foi libertado, três anos mais tarde, este regressou a Roma e convenceu o novo papa, João VIII, da conveniência no uso da língua eslava para benefício da evangelização. Até à sua morte, Metódio traduziu quase toda a Bíblia para a língua vernácula.
Pela sua dedicação ilimitada, Metódio e Cirilo são recordados como os “Apóstolos dos Eslavos”.
O Papa João Paulo II proclamou-os patronos da Europa juntamente com São Bento.

1 comentário:

Dennys Reys disse...

São cirilo & metódio, rogai por nós!